terça-feira, 10 de junho de 2008

O livro da médica feminista Fátima Oliveira

O livro se chama: Bioética Uma Face da Cidadania, mas o interessante é que o livro sobre bioética, trata da ética médica na visão da própria autora feminista. Este fato faz com que o livro seja polêmico, principalmente quando a autora expressa seu ponto de vista em determinados assuntos.

Frases dela:
"Não é ético obrigar uma mulher a levar adiante uma gravidez quando ela não quer!"
Mas que culpa tem a nova vida?
É ético destruir a vida inocente?

"É imoral obrigar a mulher ter um filho quando ela não deseja!"
Se não deseja, para que engravidou?

É, dá para ver que a autora é a favor ao aborto, interessante ver o ponte de vista dela!

Mas o que me atraiu no livro foi explicação das contribuições das mulheres na ciência médica.

A história de Rosalind Franklin, foi bem marcante e dolorosa para mim. É incrível saber que a maioria dos livros de genética até hoje não a reconhece como co-descobridora da dupla hélice, apesar de estar comprovado há pelo menos duas décadas que ela realizou as pesquisas mais decisivas que possibilitaram a proposta do modelo da molécula de DNA. No King's College (Londres), onde Rosalind trabalhava, nem banheiro para mulheres havia. Ao reclamar uma providência, passou a ser considerada um estorvo, do qual todos queriam se livrar. Maurice Wilkins, seu chefe de laboratório dizia que era muito azar logo, ele ter que trabalhar com uma mulher!

Infelizmente casos parecidos ainda acontecem!

Um comentário:

Fran macfrazer disse...

Eu acho que a bioética está se tornando mais importantes com a passagem do tempo e isso parece muito bom. Eu terminei minha faculdade, há vinte anos naquele tempo não havia nenhuma especialidade em bioética é por isso que eu me formei em radiologia e diagnostico por imagem, mas agora eu gostaria de fazer um curso de bioética.