segunda-feira, 29 de junho de 2009

Histologia Humana


Histolgia, o que é??

É o estudo dos tecidos biológicos, sua formação, estrutura e função.
Métodos de estudo dos tecidos biológicos:

A observação de tecidos ao microscópio óptico é feita por transparência. É necessário que o tecido seja submetido a cortes finíssimos, através da sua inclusão num bloco de parafina, para ser cortado num micrótomo. Depois de cortado, retirada a parafina e colocado numa lâmina, o corte é fixado (para não se deteriorar) e corado. É comum a utilização de corantes que destacam determinadas partes das células (como o azul de metileno). Essas lâminas então podem ser finalmente observadas ao microscópio óptico. Esses métodos histológicos são geralmente utilizados para a observação de tecidos animais.
Os desenvolvimentos recentes na área da microscopia electrónica, a imunofluorescência e o corte por congelação permitiram um enorme avanço nesse ramo científico. Com essas novas técnicas, a aparência dos tecidos pode ser examinada, permitindo a comparação entre tecidos saudáveis e doentes, o que é bastante importante para a eficiência dos diagnósticos e prognósticos clínicos.

Principais tipos de tecidos:



-Tecido epitelial
Especializado em revestimento interno e externo do organismo, bem como constituir glândulas produtoras de secreções.
Portanto, costuma-se falar em epitélio de revestimento e epitélio glandular.

Epitélio de revestimento
Tem como função revestir e proteger superfícies externas.
Principal característica: as células epiteliais são extremamente unidas e aderidas umas às outras, o que faz com que esse tecido apresente grande resistência.
Possuí desmossomos.
Existem três tipos de epitélio de revestimento:
1- Simples ou uniestratificado
Com uma camada de células e está relacionado com absorção/secreção.
2- Estratificado ou pluriestratificado
Com mais de uma camada de células e está relacionado com proteção.
3- Pseudo-estratificado
Possui apenas uma camada celular, dando a impressão de várias camadas, mas suas células têm tamanhos diferentes e suas posições estão invertidas alternadamente.

Especializações da membrana
São adaptações que as células do tecido epitelial simples desenvolveram para facilitar sua função.
Microvilosidades estão presentes no tecido epitelial, assim como os cílios.

Epitélio glandular
São os epitélios que formam as glândulas, que são conjuntos de células especializadas em fabricar e eliminar secreções.

-Tecido conjuntivo
Sua principal característica é possuir células variadas, com grande quantidade de material intercelular. Origina-se do mesoderma intra-embrionário.
O material extracelular é chamado substância intersticial ou substância fundamental amorfa ou matriz extracelular.
Existem diferenças entre os tipos de células que constituem o tecido e também há diferenças no tipo de material extracelular que elas produzem.
Como existem inúmeras diferenças nos padrões celulares, o tecido conjuntivo pode desempenhar funções diversas também: preenchimento, sustentação, transporte, armazenamento, reparação, defesa e nutrição.

- Tecido muscular
Tem como função a movimentaçã0, batimento cardíaco, pulsar de uma artéria, contração uterina e movimento peristático, entre outros.
Sua principal característica é a presença de células alongadas e contráteis.
Tem como fisiologia de contração a participação de microfibrilas protéicas.
É de alto consumo energético, portanto são células com uma quantidade maior de mitocôndrias.
Os tipos de tecido muscular são: estriado esquelético, estriado cardíaco e visceral liso.


-Tecido Nervoso
O tecido nervoso é constituído por células excitáveis altamente especializadas capazes de transmitir estímulos elétricos ou químicos, os impulsos nervosos, devido a uma série de modificações de caráter eletroquímico em sua membrana plasmática.
As células que formam o tecido nervoso têm morfologia diferenciada, segundo a fisiologia de cada uma:
Neurônios
Células da glia ou neuróglias

Um comentário:

FC - Restart disse...

muiiiito boom, me ajudou mt. Parabéens'