segunda-feira, 29 de junho de 2009

Biomédicos Sanitaristas


Sobre a Vigilânia Sanitária

Vigilância Sanitária é um conjunto de medidas que têm como objetivo elaborar, controlar e fiscalizar o cumprimento de normas e padrões de interesse sanitário. Estas medidas se aplicam a medicamentos e correspondentes, cosméticos, alimentos, saneantes e equipamentos e serviços de assistência à saúde. As normas da Vigilância Sanitária também se referem a outras substâncias, materiais, serviços ou situações que possam, mesmo potencialmente, representar risco à saúde coletiva da população.
A Vigilância Sanitária é uma atividade multidisciplinar que regulamenta e controla a fabricação, produção, transporte, armazenagem, distribuição e comercialização de produtos e a prestação de serviços de interesse da Saúde Pública. Iinstrumentos legais, como notificações e multas, são usados para punir e reprimir práticas que coloquem em risco a saúde dos cidadãos.Importância da Vigilância Sanitária
A Vigilância Sanitária é importante à medida em que fiscaliza e protege a população das situações de risco extremo a que a saúde individual, coletiva e ambiental são expostas.


Exemplos de riscos sanitários:
-Iogurte com quantidades excessivas de amido;
-Paciente que recebe sangue através de transfusão e adquire Sífilis, Hepatite, Doença de Chagas ou AIDS;
-Medicamentos ou associações medicamentosas ineficazes ou contraditórias comercializadas livremente;
-Xampus infantis analisados pelo INCQS (Instituto Nacional de Controle da Qualidade em Saúde) podem causar inflamação ocular ou mesmo a cegueira, em 1988; Legislação sanitária

O direito do consumidor quanto à saúde passa, necessariamente, por quatro pontos fundamentais:

- direito de consumir produtos e serviços suficientes para manter sua sobrevida;
-direito de consumir produtos e serviços com boa qualidade sanitária;
-direito á informação sobre a qualidade dos produtos e serviços
-direito de acesso aos serviços públicos que atuam na defesa e proteção da saúde do consumidor.

Leis, Decretos, Portarias, Instruções Normativas visam regulamentar todas as etapas envolvidas na disponibilização ao consumos de bens, produtos e serviços de interesse sanitário.

A legislação configura as infrações sanitárias, prevendo inquéritos e sanções respectivas como:

-Advertência;
-Multa;
-Apreensão do produto;
-Inutilização do produto;
-Interdição do produto;
-Suspensão de venda do produto;
-Suspensão da fabricação do produto;
-Cancelamento do registro do produto;
-Proibição de propaganda;
-Cancelamento da autorização de funcionamento da empresa;
-Imposição de contrapropaganda;
-Interdição total ou parcial do estabelecimento.


Fatores de risco
Os fatores de risco são entendidos como os componentes críticos dos acontecimentos, fatos ou coisas que colocam ou possam vir a colocar em risco a saúde dos indivíduos da coletividade. Estes fatores de risco acarretam demanda dos serviços de saúde, mortes, sofrimento, baixa produtividade e prejuízos econômicos.
Hoje identificam-se 70 fenômenos que contêm componentes críticos que se constituem em fatores de risco à saúde e que são monitorados na rotina da Vigilância Sanitária. Entre eles estão as condições, produtos, elementos, serviços, meios e origens dos produtos e serviços consumidos pela população.

Um comentário:

Vinícius disse...

Boa noite Angélica, adorei a postagem... E gostaria de saber se você poderia me informar o salário médio de um Biomédico Sanitarista e em que lugares do Brasil há essa especialização =)


Desde já agradeço!